ELEBRAZ  
Home
Produtos



< Voltar
ELEBRAZ
Conheça os Produtos
GOLD STAR

Revestimentos Refratários
Ceras para Injeção
Borrachas para Moldes
Equipamentos
Insumos
Auxílio Técnico

< Voltar

Rebarbas


Possível Causa Solução

Quant. Incorreta de Água ou Pó

Assegure-se de estar usando a proporção a proporção correta Proporção Água:Pó
Método Convencional 40:100
Mistura sob Vácuo 38:100

Ciclo de Queima Incorreto

Siga o ciclo de queima recomendado. Assegure-se de que a rampa de subiga NÃO esceda 250ºC/Hr.
Assegure-se de que o primeiro estágio da queima NÃO exceda 240ºC e seja mantido por 4,5 horas no mínimo.
Se o problema continuar, aumente o tempo do patamar.

Pressões Excessivas de Fundição

Fundição po centrifugação: Reduza o torque e a rotação.
Fundição a vácuo: Reduza a sobre-pressão.

Tubos movidos durante a presa

Após a inclusão, ponha os tubos sobre a bancada e NÃO os mova, nem remova a base, nem remova as fitas por pelo menos 90 minutos.

Revestimento agitado em demasia.

Assegure-se de que os tubos sejam preenchidos e removidos do vácuo para o repouso, no máximo 9 minutos após o início da
operação de mistura.

Peças de cera muito próximas

Peças em cera muito próximas umas das outras, criando uma parede demasiado fina de revestimento. Peças muito próximas à
parede do tubo ou ao topo do tubo; assegure-se de que haja um mínimo de 5mm para o topo e para as laterais do tubo.

Lama muito quente ou muito fria

Ajuste a temperatura da lama para 21ºC +/- 1ºC aumentando ou diminuindo a temperatura da água.

Moldes secos antes da queima

Se os tubos forem deixados em repouso por mais de 4 horas antes da queima, coloque uma toalha molhada por sobre os
topos dos mesmos, para que não se sequem. NÃO deixe os tubos dentro do forno durante a noite, antes da queima.

Vazamento pela base durante o preenchimento

Ensure good seal between wax sprue and base. It is suggested that it be sealed with molten wax.



Superfícies Ásperas


Possível Causa Solução

Superaquecimento dos tubos durante a queima

Siga o ciclo de queima recomendado.
Assegure-se de que a rampa de subiga NÃO esceda 250ºC/Hr. Assegure-se de que o primeiro estágio da queima NÃO exceda 240ºC e seja mantido por 4,5 horas no mínimo. Se o problema continuar, aumente o tempo do patamar.

Poeira sobre as peças emcera ou árvores

Assegure-se de que uma vez que as ceras são injetadas e as árvores, montadas, sejam guardadas em local seco, limpo e sem poeira. NÃO guarde as ceras ou as árvores em ambiente empoeirado ou na seção de agitação de revestimento.

Temperatura incorreta do metal

Reduza ou aumente a temperatura do metal.

Peças ásperas em cera

Assegure-se em não usar excesso de talco ou de outro agente desmoldante, já que isso produzirá asperezas na cera e portanto
peças fundidas ásperas.

Tubos calcinados muito cedo

NÃO calcine os tubos antes de no mínimo 90 minutos após a inclusão

Agitação insuficiente ou excessiva

Siga as instruções de mistura recomendadas (veja as páginas dos produtos).

Desceragem a vapor muito prolongada

Descere a vapor por no máximo 60 minutos à pressão atmosférica. Se a desceragem a vapor for superior a 90 minutos, o vapor começa a fazer erosão na superfície interna do molde. NÃO efetue a desceragem em um recipiente selado.



Mau Preenchimento

Possível Causa Solução

Temperatura incorreta do metal

Aumente primeiro a temperatura do metal, para depois aumentar a temperatura do tubo (veja o gráfico de queima).

Temperatura incorreta do tubo

Aumente a temperatura do tubo (veja a seção de calcinação).

Sistema de canais de alimentação incorretos

O canal de alimentação deverá estar na parte mais grossa da peça. Sua espessura deve ser no mínimo
25% da espessura da peça.

Força centrífuga insuficiente

Aumente primeiramente o torque e então as RPM de sua centrífuga. Efetue os incrementos em pequena quantidade por vez (5%).

Baixa depressão na fundição com vácuo

Troque o óleo da bomba regularmente.
Verifique se há entupimentos na tubulação de vácuo.

Baixa sobre-pressão

Aumente a sobre-pressão em pequenos incrementos (5%).



Nódulo

Possível Causa Solução

Vácuo imperfeito

Troque o óleo da bomba. A bomba deve ser revisada com regularidade.
Confira se há vazamentos na tubulação de vávuo e nas câmaras.
Verifique se as câmaras de mistura e vazamento estão puxando vácuo igualmente.

Poeira nas árvores de cera

Assegure-se de que assim que as árvores de cera ficam prontas, elas sejam guardadas num ambiente seco, limpo e sem poeira. NÃO guarde as peças de cera ou árvores na mesmo ambiente em que você pesa ou agita o revestimento.

Peças ásperas em cera

Assegure-se em não usar excesso de talco ou de outro agente desmoldante, já que isso produzirá asperezas na cera e portanto peças fundidas ásperas.

Tempo de mistura baixo demais ou alto demais

Siga as intruções de mistura recomendadas.

Não aplicação de vácuo após o vazamento

Certifique-se de que os tubos fiquem no vácuo por 1 minuto após terem sido vazados.



Blisters - Bolhas


Possível Causa Solução

Primeiro patamar da queima muito curto

Mantenha para o primeiro estágio um patamar de 220ºC ipor 4,5 horas. Se o problema persistir, aumente para 5,5 horas.

Desceragem a uma temperatura alta demais

NÃO exceda 240ºC no primeiro patamar da queima ( veja os gráficos de queima).

Tubos colocados no forno muito cedo

NÃO leve ao forno antes de pelo menos 1 hora após o vazamento.

Tubos colocados muito perto ou tocando
as resistências elétricas

Deixe um espaço mínimo de 50mm entre os tubos e as resistências.

   
ELEBRAZ - (54) 3443 2313 - Guaporé/RS - Web: RGA Studio